sexta-feira, 27 de junho de 2014

Edição especial "Os Miseráveis" de Victor Hugo pela Martin Claret (Unpacking)



Em resposta as diversas edições feitas pela Cosac Naify para esta obra, a editora Martin Claret inovou e publicou esse ano uma versão especial de "Os Miseráveis", livro do escritor francês Victor Hugo. São mais de 1500 páginas de papel especial em formato 17 x 23 cm (não é um pocket), capa dura com ilustração em baixo-relevo metálico e reserva de verniz, além de duas fitas para marcador de página com as cores da bandeira francesa.

No post de hoje eu mostro o meu exemplar a vocês...


Quem já teve a mínima curiosidade em procurar uma edição d'Os Miseráveis para compra sabe que o valor de aquisição do livro não é nada simplório. Ou você opta pelas versões bem trabalhas e divididas em dois volumes da anteriormente citada Cosac Naify ou se contenta com aquela mais simples, de bolso, também em dois volumes, da Martin Claret.


Bom, os problemas se resolvem com essa nova edição, também da editora Martin Claret, que foi lançada agora em 2014. A diferença está no preço, diagramação e estética. Confesso que foi difícil encontrá-la em livrarias de minha cidade se não fosse por encomenda. Estive receoso em comprar algo sem ver ou tocar, mas depois do produto em mãos não me decepcionei. 

Em contrapartida, assim como aconteceu com "Contos de Imaginação e Mistério" do Edgar Allan Poe, notei que muitos leitores não tinham conhecimento dessa edição e resolvi, assim, fazer essa divulgação do excelente trabalho gráfico. 


*Clique nas imagens para ampliar*


A magia começa ao abir o livro...

Traduzido por Regina Célia de Oliveira

A fonte está num ótimo tamanho para leitura, sem esforço na hora de ler

Um acabamento bem feito mesmo na lombada. Os marcadores dão o toque especial


"Enquanto houver lugares onde seja possível a asfixia social; em outras palavras, e de um ponto de vista mais amplo ainda, enquanto sobre a terra houver ignorância e miséria, livros como este não serão inúteis."

Onde comprar: Fnac (R$ 39,90)

***



Espero que tenham gostado. Deixe um comentário com suas impressões sobre leitura e/ou da nova edição. Até mais!

Comente com o Facebook:

18 comentários:

  1. Mas que versão mais linda! Tomara que em algum momento surja no submarino, o preço ta ótimo em comparação com as outras edições que tem (e em comparação com a qualidade também né)!! :o

    ResponderExcluir
  2. Oi Laís. Já tem essa edição no Submarino mas é o dobro do preço. A Fnac é o lugar mais barato, tanto é que estava em falta, mas agora o estoque retornou. Quando comparado o frete dos dois é melhor comprar nessa última mesmo :) Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Essa edição realmente é muito bonita mas a dona no meu coração é a edição de 2009 da Cosac Naify não tem nada de especial mas eu gosto muito! kkkk

    ResponderExcluir
  4. Francielle Couto Santos27 de junho de 2014 20:06

    Que belezura de edição!!! Adorei. :D
    Vou aguardar a resenha! Ótima leitura, Clóvis!

    Abraços.
    http://universoliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Francielle Couto Santos27 de junho de 2014 20:13

    Clóvis, que tag genial! As 'questões' são diferentes das que estamos acostumados a ver em outras tags... e no geral ela é bem criativa. Gostei! Minha resposta favorita é a de um livro que pode matar. HAHAHAHAHAH Obrigada por me indicar. Eu a farei com certeza.

    Abraços.
    http://universoliterario.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Linda demais! A Martin tem investido numas edições de luxo ultimamente, o único problema que imagino é como manusear na hora da leitura, mas já vi ~~ao vivo~~ e realmente papel perfeito, fontes decentes e ahhhhhh ♥

    PS: ta barato DEMAIS 39,90 por aqui tá custando entre 80,00~100,00

    Abs

    ResponderExcluir
  7. Es a questão Amanto, manusear o livro. Mas já decidi que esse é um daqueles que só da para ser lido no conforto de casa. Na condução impossível. rsrs. Em livrarias custa esse preço mesmo, por isso comprei na Fnac o/ mas digo de antemão que vale o preço original.

    ResponderExcluir
  8. Cara, já que esse post é meio antigo, e eu achei seu blog recentemente, você poderia me informar como foi sua experiência até então com a tradução do livro, essa inúmeras reclamações que a Martin Claret recebe me deixou com um pé atrás em relação a ela. Enfim, poderia me falar como está sendo ? -rs'

    ResponderExcluir
  9. Oi Igor. Então, estou praticamente na metade do livro e até então não tenho absolutamente nada a reclamar da tradução. Confesso que também tive receio a princípio, porém, o texto está claro e contém ainda notas de rodapé para guiar melhor o leitor com relação a fatos históricos e afins. Um bom investimento a ser feito, rsrs. Abraço!

    ResponderExcluir
  10. Obrigado pelo esclarecimento Clóvis, vi também que a Martin lançou alguns outros clássicos também -do Dostoésvisk- que tenho interesse, mas eu tava com receoso em relação a editora, pelos motivos que já conhecemos, mas já que você não viu problema algum até a metade do livro, então fico mais tranquilo agora, muito obrigado. \õ

    ResponderExcluir
  11. Brother, qualquer incentivo a leitura é sempre bem-vindo. Entretanto, por mais bem feita e bonita que uma edição da Martin Claret possa parecer, eu deixei de comprar seus livros. É um empresa fraudulenta, com vários processos tramitando na Justiça Federal e mais outros casos sendo investigados pelo Ministério Público Federal. Segue link do blog da premiada tradutora Denise Bottmann (http://naogostodeplagio.blogspot.com.br/search/label/martin%20claret), que denuncia vários plágios, e inclusive foi testemunha em vários processos. Eu tinha aqui alguns livros dessa editora, e praticamente todos possuíam erros de português. Fora o fato de que 90% dos livros têm o mesmo tradutor, o que seria humanamente impossível - além de exigir tempo pra ser feita uma tradução decente, o tradutor teria que falar uns 8 idiomas. Bom, é apenas uma opinião. Como já disseram aqui, as edições da Cosac Naify são melhores e podem ser encontradas em sebo - vide o estantevirtual.com.br. Abraços.

    ResponderExcluir
  12. Olá Daniel. Entendo sua ressalva devido as polêmicas envolvendo a editora. Não tinha ciência disso que você relata, porém não seria algo que influenciaria minha opção de escolha em relação ao livro supracitado, a menos, é claro, que o processo o envolvesse. Como uma leitora comentou mais acima, devido a essas acusações a Martin Claret está refazendo a arte gráfica e traduções de suas obras publicadas. O post não tem nenhum vínculo com a editora e minha intenção é apenas divulgar aquilo que acho interessante em questão de custo-benefício ao leitor. Quanto a esta edição d'Os Miseráveis, chegando à metade do livro, não encontrei problemas em tradução, a qual para mim está bem elucidativa com suas notas de rodapé. A diagramação também conta muitos pontos a favor e não tenho do que reclamar. Cito a Cosac Naify na introdução dessa postagem devido aos grandes comentários favoráveis de suas edições e do monopólio de alguns clássicos, contudo, quanto mais escolhas nós usuários tivermos, melhor. Os preços muitas vezes de seus produtos são um tanto inviáveis, por isso acredito que seja satisfatório buscar outras alternativas. Trata-se de uma questão pessoal de cada um, o direito de escolher a edição que melhor lhe apetece, o que não vale é generalizar um caso isolado pelo todo. Obrigado pela visita, abraços.

    ResponderExcluir
  13. Sim, é uma questão pessoal. Minha intenção não foi julgar, mas sim informar eventuais fatos desconhecidos e dar minha opinião em relação à editora e demais edições disponíveis no mercado - inclusive nos sebos. No site da amazon.com já comprei muito livro caro com 50% de desconto. É uma alternativa que se torna viável em alguns casos. Cito mesmo "Os Miseráveis" e "Os Trabalhadores do Mar", que estão com preço bem abaixo de outras livrarias. Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Obrigado pela dica Daniel, seja sempre bem-vindo ;)

    ResponderExcluir
  15. Olá, é a primeira vez que visito seu blog e devo dizer que me identifiquei bastante!! Estava pesquisando por uma edição unica de Os Miseráveis, porque nunca li, mas também conheço Victor Hugo porque tenho Notre Dame de Paris. Também me identifiquei porque aqui esta um legitimo fã do Poe, e tenho essa versão de Contos de Imaginação e Mistério. Enfim, você está de parabéns, escreve muito bem, e essa pagina já esta entre os meus favoritos. Abraços ;)

    ResponderExcluir
  16. Oi Neto. Seja bem-vindo ao blog, espero que possa visitar mais vezes, toda semana tem algo novo por aqui. Obrigado pelos comentários fico contente quando se identificam com o que escrevo. Espero que tenha se interessado pela edição dos Miseráveis. Abraço!

    ResponderExcluir
  17. Luiz Antônio Pereira26 de dezembro de 2014 21:21

    Depois dos diversos plágios feitos pela Martin Claret, nem uma apresentação gráfica como essa me faria comprar essa edição. Ainda opto pela Cosaf Naify!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...