sexta-feira, 28 de junho de 2013

As Crônicas de Nárnia #1 (O Sobrinho Do Mago) - C. S. Lewis

Olá Leitores. A seguir vocês conferem a resenha de uma das histórias de “As Crônicas de Nárnia”. Serão sete ao todo, onde as lerei em paralelo a outros livros, sendo assim pode demorar o intervalo ente uma postagem e outra. Abaixo seguem os títulos e os links das que virão ao ar.

As crônicas de Nárnia volume único
Encontre o livro!
ÍNDICE:
#1 – O sobrinho do mago 
#2 – O Leão, a Feiticeira e o Guarda-roupa
#3 – O cavalo e seu menino
#4 – Príncipe Caspian
#5 – A Viagem do Peregrino da Alvorada
#6 – A Cadeira de Prata
#7 – A Última Batalha 
´
Nos últimos cinquenta anos, As crônicas de Nárnia transcenderam o gênero da fantasia 'para se tornar parte do cânone da literatura clássica. Casa um dos sete livros é uma obra-prima, atraindo o leitor para um mundo em que a magia encontra a realidade, e o resultado é um mundo ficcional que tem fascinado gerações.



Essa crônica mostra um prelúdio do que aconteceu antes de Nárnia ser criada. Os dois amigos Polly e Digory são vizinhos e adoram brincar de explorar o território ao redor de onde vivem, eles acabam descobrindo que todas as casas da vizinhança são ligadas uma a outra por intermédio de um vasto sótão. A intenção dos garotos é alcançar a casa abandonada, vizinha a de Digory, só que a invenção não sai do jeito que esperavam e eles acabam no laboratório do misterioso tio André.

Há muito o menino desconfia dos experimentos suspeitos que o tio realiza no sótão. No dia em que ele e Polly descobrem o local, tio André os convida a participar de uma brincadeira envolvendo anéis e o descobrimento de locais desconhecidos. O experimento soa muito perigoso aos meninos e o homem não se dá por vencido pela rejeição dos pequenos, arma uma emboscada ardilosa de modo que o sobrinho não tenha outra alternativa senão embarcar numa viajem em busca da amiga Polly.

Dois pares de anéis foram confeccionados, um amarelo e outro verde. O primeiro tem o poder de levar quem o tocar a outro universo, chamado “Bosque entre dois mundos”, enquanto o segundo te dá uma passagem de volta. Como o próprio nome diz, o bosque te leva ao limbo, de lá você será transportado a qualquer outro local ao mergulhar em um dos lagos que ali se encontram.

As crianças acabam parando num reino há muito adormecido, um local sob completa devastação. É nesse povoado que está a rainha Jadis, uma cruel feiticeira que fora responsável por toda destruição infligida ao seu povo.

O que acontecerá aos meninos depois de acordarem essa fera adormecida? Eles foram avisados do perigo e mesmo assim o fizeram. Como voltar ao seu mundo agora que sabem que os anéis realmente funcionam? A partir de então C.S.Lewis nos convida a uma viagem inesperada, cheia de idas e vindas entre diferentes mundos até chegarmos no momento exato da criação de um puro “universo” nomeado Nárnia.

Ao terminar essa leitura entendemos perfeitamente, sem fios soltos, como o guarda-roupa mencionado no próximo livro foi construído e por que ele tem o poder mágico de transportar as pessoas para Nárnia. Quem já assistiu ao filme sabe do que estou falando e Digory futuramente veio a ter grande importância na história dos outros personagens.

DIAGRAMAÇÃO E ALUSÕES...



É inquestionável as várias analogias da criação de Nárnia com a criação divina por Deus. Aslam, o leão protetor e líder do grupo é posto em lugar de Deus na história, sendo ele responsável pelas divindades e pureza. Também é mostrado a penetração do mal (a Feiticeira) nesse mundo e o poder de escolha do homem quanto a cometer ou não os pecados que aparecem no caminho.

Essa edição traz ilustrações ao início de cada capítulo. Por se tratar de um volume único, as letras são pequenas; as páginas brancas e o conteúdo da obra podem tardar um pouco a leitura, em compensação os capítulos são curtos. Não encontrei erros de nenhum tipo e a narração do autor é bem simples, ingênua e infantil. O que considero um ganho, já que estava com medo da dificuldade dos termos por se tratar de uma história tão antiga. 

O QUE O LIVRO QUER NOS PASSAR?

Até onde vai a busca pelo poder? Todo mal permanece impune no fim? Somos todos capazes de enxergar e ouvir aquilo que nos é conveniente, mas a ganância nos cega ainda mais? O que acontece quando as forças do mal se infiltram num mundo puro?

QUOTES (CITAÇÕES)

“- Nárnia, Nárnia, desperte! Ame! Pense! Fale! Que as árvores caminhem! Que os animais falem! Que as águas sejam divinas!” Pág. 64

“- Riam sem temor, criaturas. Agora, que perderam a mudez e ganharam o espírito, não são obrigados a manter sempre a gravidade. Pois também o humor, e não só a justiça, mora na palavra.” Pág. 66

“Todos conquistam o que desejam, mas nem sempre se satisfazem com isso”. Pág. 92

“Quando das coisas vão mal, parece que vão de mal a pior durante certo tempo; mas quando começam a ir bem, parecem cada vez melhores” Pág. 96

ÓTIMO
CURIOSIDADES

Esse não foi o primeiro livro da série a ser publicado, embora os fatos narrados remetem a acontecimentos que precedem o primeiro livro publicado da série, que é O Leão, a Feiticeira e o Guarda-Roupa. Porém, apesar de ser o sexto livro a ser publicado, é o primeiro na ordem sugerida de leitura.

SOBRE O AUTOR

Clique para ampliar

Comente com o Facebook:

6 comentários:

  1. Leonardo Oliveira28 de junho de 2013 23:09

    Oi, Clóvis!

    Sinceramente a sua resenha me deixou boquiaberto cara, a cada dia a maneira como você nos conta a história e nos passa a sua opinião estão melhorando de um jeito incrível, parabéns! Acompanho o seu blog desde o começo - acho -, e fico impressionado todas as vezes que passo por aqui, você tem futuro cara!

    Nárnia sempre me encantou, mesmo não tendo lido o livro todo. Na escola tive o contato físico com as crônicas e fiquei fascinado, espero comprar o volume em futuro bem próximo. A sua análise crítica da obra me deixou ainda mais ansioso para ler e conhecer toda a trama e também todas as facetas do senhor Clive.

    Um abraço, http://umleitoramais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Leonardo. É verdade, desde a abertura do blog você vem acompanhando rsrs. Muito obrigado pelo comentário e fico feliz que esteja melhorando em transmitir minhas opiniões. A criação de Nárnia é simplesmente genial, ainda haverá muita coisa contada sobre essa terra por aqui. Leia mesmo, um ótimo modelo de livro para se ter na estante. =) Um grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  3. Clóvis, eu adoro As Crônicas de Nárnia *-* Gosto tanto que não comprei o volume único, mas os sete volumes separados - é uma graça a coleção *-* Estou relendo aos pouquinhos (e aproveitando para resenhar os livros no meu blog também) - as sete histórias são encantadoras!


    Beijos,
    Nanie

    ResponderExcluir
  4. O primeiro contato que tive foi pelos filmes Nanie. E já gostava imagina lendo as histórias! Achei esse volume único excelente, imagina você com a coleção separada.. ^^ Vou escrevendo por aqui e vendo o que você achou por lá. Beijos.

    ResponderExcluir
  5. anna beatriz fernandes6 de julho de 2013 23:27

    Ola Clóvis,

    eu amo Nárnia e concordo com cada uma das suas opiniões sobre o livro. O sobrinho mago não é o meu favorito, mas nem por isso é ruim, pelo contrário. Esse livro não só diverte o leitor como também ensina lições, o que faz (acho eu) tantos adultos e tantas crianças gostarem dele.

    ResponderExcluir
  6. As lições são o melhor Bia. Ainda não li o restante, mas se continuar nesse nível creio que vou gostar. Pelo menos os filmes são ótimos rsrs. Abraço! ;)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...