sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Filme | O Fabuloso Destino de Amélie Poulain [2001]


Bom Dia cinéfilos, o filme de hoje é uma daquelas histórias que a gente fica chateado por ter perdido tanto tempo para assistir. Ele foi vastamente premiado tanto pela crítica quanto pelas academias de cinema (conto mais disso daqui a pouco) e marca a estreia da lindíssima atriz francesa Audrey Tautou.


Sinopse: Após deixar a vida de subúrbio que levava com a família, a inocente Amélie (Audrey Tautou) muda-se para o bairro parisiense de Montmartre, onde começa a trabalhar como garçonete. Certo dia encontra uma caixa escondida no banheiro de sua casa e, pensando que pertencesse ao antigo morador, decide procurá-lo ­ e é assim que encontra Dominique (Maurice Bénichou). Ao ver que ele chora de alegria ao reaver o seu objeto, a moça fica impressionada e adquire uma nova visão do mundo. Então, a partir de pequenos gestos, ela passa a ajudar as pessoas que a rodeiam, vendo nisto um novo sentido para sua existência. Contudo, ainda sente falta de um grande amor. (Adoro Cinema)

Comentários e peripécias...



Sabe aquele filme que te indicam, fica guardado no acervo da sua memória mas que você nunca assiste; só que chega uma semana que aparece um chamado dos deuses e você ver falando dele em todo lugar? Foi desse jeito que aconteceu com Amélie Poulain.



Primeiro, temos a "barreira" do idioma, já que o filme é todo em francês - se passa na França Dãaa - segundo, o estilo de diálogos, desenrolar da história e fotografia são totalmente diferentes dos modelos americanos. Mas para quem gosta de excentricidade e de ecletismo em seus filmes, o que seria um obstáculo passa a somar pontos positivos a favor de uma enredo tão legal como esse.

Logo de cara somos apresentados aos personagens por um narrador onipresente - cada um deles terão alguma importância na história - e o divertido/interessante é que eles são descritos por o que gostam ou o que não gostam; são atividades tão peculiares e rotineiras (como essas mostradas abaixo), às vezes até imperceptível a nós, que nos faz sorrir.

Fonte: Tumblr

Falando nisso... a película é repleta de sutilidades, tanto em cores, como em textos e ainda nas animações. Um efeito de fotografia usado no filme é a sobreposição das cores vermelho e verde, que disputavam a atenção do espectador em diversas cenas. Segundo o diretor, essas cores características foram inspiradas pelos trabalhos do pintor brasileiro Juarez Machado, além de ser uma referência à obra de Vincent van Gogh*Particularmente me agrada essa demonstração dos pequenos atos cotidianos, ignorados na correria da vida. 


Agora o mais diferente de tudo: durante todo o filme, os dois personagens principais conversam apenas uma única vez, em um telefonema rápido e de poucas palavras. Ficou espantado? Embora possa soar estranho, a dinâmica na telinha é tão boa que nem precisamos disso. (Ok, aqui eu posso ter soltado um spoiler mas Amélie encontra sim o seu amor)


A mensagem por trás do filme...

A Amélie faz tanto pelos outros que acaba esquecendo de si, chega perto de deixar a felicidade passar por pura insegurança quanto a sua capacidade de ser amada.

Nos deixa com vontade de conhecer Paris e acima de tudo aprender o idioma Francês, que sonoridade apaixonante!


Prêmios

Como eu havia dito na introdução desse post, esse foi um filme que garantiu lugar em várias premiações de diferentes categorias no ano de sua produção. Abaixo segue as aquisições:

BAFTA (2002) 

Melhor Roteiro Original | Melhor Cenografia

CÉSAR (2002)

Melhor Filme | Melhor Diretor - Jean-Pierre Jeunet | Melhor Trilha Sonora| Melhor Cenografia.

FESTIVAL DE TORONTO (2002) Prêmio do Público

FESTIVAL DE EDIMBURGO (2002) Prêmio da Audiência

O filme contou ainda com indicações ao Óscar e Globo de Ouro, para ver a lista completa e outras curiosidades, basta clicar aqui.




Mais uma vez conto com a parceria do blog Splendid da minha querida Jennifer Costa para retratar as principais cenas do filme. Veja o álbum completo de imagens de Amélie Poulain, clicando aqui.

* Wikipedia 


Espero por seu comentário dizendo sua impressão do filme ou se te causou interesse!

Comente com o Facebook:

13 comentários:

  1. Adorei o post, e as animações ficaram 10, rs.
    Ei Clóvis, vi seu nome na lista que estará na Bienal, a gente se vê por lá, me procura tá?
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  2. jéssica b. rezende23 de agosto de 2013 10:28

    Oi, tudo bem?
    Adorei sua resenha do filme. Eu confesso que não conhecia. Mas vou procurar para assistir.
    Beijos

    Jéssica - Ela e Seus Livros
    http://elaeseuslivros.blogspot.com.br ♥

    ResponderExcluir
  3. Olá!!!, Deus te abençoe,amigo bom final de semana, amei a resenha e este filme eu acho que é ótimo, o seu blog é maravilhoso, continue assim, S-U-C-E-S-S-O
    Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Francielle Couto Santos23 de agosto de 2013 16:03

    Esse filme é maravilhoso, Clóvis! Trás particularidades tão peculiares e encantadoras que faz qualquer um suspirar pelos cantos. E a mensagem é realmente incrível! Adoro a trilha sonora do filme, também... esse ar francês, ai ai. *-* Excelente recomendação!

    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Leninha, esse filme é realmente muito bom :)
    Sim estarei por lá, você vai participar do encontro entre blogueiros? Minha ida será no primeiro fim de semana. Será ótimo nos conhecermos.

    ResponderExcluir
  6. Olá Jéssica. Esse filme é maravilhoso, assista sim garanto que não se arrependerá e espero que goste tanto quando eu. Obrigado pela visita ;) Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Nequéren, fico muito feliz que tenha gostado, o filme é mesmo genial. Obrigado por comentar e continue voltando por aqui :) Estarei visitando seu espaço. Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Oi Fran! Ainda não parei para pesquisar mais sobre a trilha, creio que deva ser mais instrumental mas deve ser tão boa quanto ^^.Lindo filme não é?! Obrigado pela visita. Abraços. ;)

    ResponderExcluir
  9. Acredita que tenho este filme e ainda não assisti? Vou tentar ver ainda esse mês...

    Adorei seu blog, e principalmente aquela bonequinha linda lendo ali << kkkkkkkk muito maneiro!

    Já estou seguindo, se puder retribuir...

    Abraçosssssssssssss!

    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Não sei se irei ao encontro, mas estarei lá no primeiro fim de semana também, a gente se vê!

    ResponderExcluir
  11. Oi Filipe! Não perde tempo para ver esse filme então. Espero que te agrade, todos que viram gostaram muito :)
    A bonequinha é mesmo uma graça, marca registrada aqui no blog rsrs. Obrigado pela visita, Abraços e volte sempre.

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto muito da fotografia e direção do filme, mas acho a história chatinha, não sei o que tem comigo, mas não consigo gostar da Amélie :x

    ResponderExcluir
  13. Você deve não gostar dela, por que ela praticamente não fala nada Michele. kkk. Esse jeito meigo dela foi justamente o que me conquistou, mas que bom que pelo menos a fotografia e direção do filme lhe agradou; foram impecáveis ^^

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...